Em reunião, prefeito sinaliza dia 17 de abril para apresentação de proposta salarial

 

O prefeito Jorge Pozzobom recebeu na manhã desta sexta-feira (7) representantes do Sindicato dos Professores Municipais de Santa Maria (Sinprosm) na sede da prefeitura. Em pauta, as principais preocupações da categoria: o plano de saúde, a questão do piso salarial e o planejamento nas escolas municipais. Participaram da reunião, em conjunto com o sindicato, representantes das Secretarias de Educação (SMEd), Gestão, Casa Civil, Gabinete do prefeito e Finanças, além de representante do poder legislativo.

Na primeira pauta, o sindicato reafirmou a importância de encaminhamentos para o plano de saúde dos servidores municipais. Uma comissão será formada para debater a questão do plano e o sindicato conquistou a representação da categoria através de um membro participante na comissão. O dia 11 deste mês (abril) foi a data anunciada para a primeira reunião da comissão, já com a participação do sindicato.

Em seguida, a categoria apontou para a importância de prazos e respostas concretas à questão do piso salarial. A data-base do piso dos professores venceu em janeiro, e a reposição salarial no último mês de março. Diante disso, o sindicato pressionou por respostas para o valor. O executivo afirmou que estudos já estão sendo feitos e que há a possibilidade de ganho real para os servidores. Assim, ficou sinalizado pela administração que no dia 17 de abril será divulgada a proposta salarial.

A categoria ainda debateu com os representantes da administração sobre a garantia do planejamento para todos os docentes. A SMEd afirmou que, para a concessão desse direito, está sendo desenvolvido um estudo criterioso considerando o quadro de pessoal e a tipologia de cada escola do município. O sindicato lembrou que as unidades de educação infantil nunca foram contempladas com o planejamento e, por conta disso, a questão é urgente. A administração municipal não sinalizou um prazo específico para a conclusão dos estudos, mas apontou que há uma expectativa de finalização para junho deste ano. Também foi confirmada pela administração a fase final de realização do concurso para professores municipais. O sindicato pautou, ainda, a licença-maternidade para as professoras, a correção do valor do vale-refeição e os 10% para docentes do terceiro ano.

Dia de luta – Diante das datas e prazos apontados pela prefeitura, e visando garantir os direitos da categoria, o sindicato reafirma a importância da unidade e da participação de todos no próximo dia 12 de abril, no qual serão realizadas reduções dos períodos nas escolas e ato em frente ao centro administrativo (Rua Venâncio Aires) em dois turnos: às 10h e às 16h. O dia 12 será uma data de lutas pelo piso salarial, a reposição das perdas inflacionárias e o plano de saúde dos servidores.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *