A coordenação do Sinprosm enviou, na última segunda-feira (20), um pedido de consulta ao Conselho Nacional de Educação a respeito da impossibilidade de realização de reuniões pedagógicas dentro da carga horária de trabalho dos docentes, direito adquirido da categoria. O documento diz que “especialmente o ano letivo de 2014, a educação municipal vem sendo marcada por graves crises, as quais ainda persistem neste ano de 2015”. A dificuldade de realizar as reuniões, de acordo com a coordenação sindical, ocorre em grande parte pela falta de professores em diversas escolas da rede.

O requerimento diz também que houve “inúmeras tentativas frustradas de entendimento” com a Secretaria de Município de Educação” e que o Conselho Municipal foi omisso nessas questões. Foi enviado também à Promotoria Regional de Educação um documento onde se enumeram irregularidades que, assim como a impossibilidade de realizar reuniões, fazem parte do dia-a-dia dos docentes da rede pública municipal.

Você pode ler a íntegra da  Petição ao CNE aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *